quinta-feira, 2 de maio de 2024

Associação de oficiais sobre denúncia contra PMs: “Caráter duvidoso” Associação dos Oficiais da PMDF classificou denúncia de soldado sobre tortura em curso da corporação como “de caráter extremamente duvidoso” Nathália Cardim 30/04/2024 11:09, atualizado 30/04/2024 11:10


Leia a íntegra do texto:

“A Associação dos Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal, em virtude de denúncia de caráter extremamente duvidoso veiculadas na imprensa sobre maus-tratos a um aluno do curso de Patamo, que ocorre sob a coordenação do BPChoque da PMDF, vem a público esclarecer

  • O curso de Patamo tem por finalidade especializar os policiais militares a enfrentar ocorrências de alta periculosidade que envolvem o patrulhamento em regiões de elevados índices criminais e de violência, bem como a atuação no controle de distúrbios civis que resultam em grave perturbação da ordem pública;
  • Todos os policiais que se inscrevem no curso sabem da intensidade do treinamento, dos riscos que [ele] envolve, da importância do preparo físico, psicológico e mental anterior ao início do curso e da proibição da automedicação – inclusive [os participantes] assinam termo de ciência com essas informações;
  • O oficial coordenador do curso, tenente Marco Teixeira, integra o BPChoque desde 2022, já foi homenageado pelo comando da corporação por duas vezes, por comandar a Equipe Destaque daquela unidade e tem diversos elogios na ficha por atuar em ocorrências policiais em que demonstrou liderança, iniciativa e capacidade técnica;
  • A coordenação do curso é composta por profissionais extremamente qualificados e experientes, tanto nas atividades do BPChoque como em participar da especialização dos policiais militares que se voluntariam a integrar aquela unidade;
  • A intercorrência de saúde que acometeu o soldado Danilo ocorreu no primeiro dia de curso, em menos de seis horas de treinamento, quando do primeiro contato com agente químico em situações que simulam desdobramentos de ocorrências de controle de multidão;
  • Quando da intercorrência, o soldado Danilo recebeu de pronto todo o suporte de atendimento de saúde e, em todo momento, a coordenação do curso e a corporação se colocaram à disposição da família para quaisquer esclarecimentos e [prestação de] apoio;
  • Ao ser internado na UTI [unidade de terapia intensiva] do hospital, [Danilo] foi diagnosticado com sintomas de rabdomiólise, doença que, segundo a melhor doutrina médica, indica a complicação de condições pré-existentes.
  • Em nenhum momento foi negada hidratação ao soldado Danilo.

Diante de todo exposto, não parece crível que as complicações de saúde que acometeram o soldado Danilo tenham sido ocasionadas, por si só, pelo treinamento policial militar especializado.

A Asof se solidariza com o militar hospitalizado, faz votos que a saúde dele se restabeleça o mais rápido possível e confia plenamente na apuração dos órgãos de controle da corporação para que a verdade dos fatos seja esclarecida e que não prevaleçam as injustiças latentes de um julgamento apressado, tomando por base somente notícias veiculadas sem o devido esclarecimento.”

*O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS*

 *O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS* 👏Parabéns Guerreiros de 97 Há exatos 27 anos teve i...