domingo, 12 de fevereiro de 2023

PATRULHAMENTO UNITÁRIO = SUICÍDIO

 


rodrigo.foureaux

 

1. Nos últimos dias vi vários vídeos de desrespeito à atuação da polícia. Hoje, infelizmente, vão para cima do policial com violência, não acatam as ordens, não respeitam!


2. O indivíduo correu um sério risco de morte, e o policial também, em ter sua arma tomada e atingido pelo indivíduo. Como postei recentemente, há vários casos de policiais que tem a arma tomada pelo agressor que o mata.

3. Falaram-me que o caso foi em Ipatinga e o militar estava em Radiopatrulha Unitária. Conforme Resolução n. 4827/2019-CG da PMMG, a Radiopatrulha Unitária consiste no policiamento preventivo com um policial
militar em viatura de quatro rodas, precedida de análise criteriosa para implantação, visando acima de tudo, a segurança da atuação do policial militar. Tem como propósito auferir maior segurança objetiva à comunidade e
potencializar a ostensividade, e se apresenta como importante instrumento a ser empregado junto às redes de segurança preventiva, coibindo a ação de possíveis infratores e garantindo a segurança pessoal e patrimonial. (...) No caso da necessidade de atuar repressivamente, devem sempre pedir apoio aos demais policiamentos lançados nas adjacências da Radiopatrulha Unitária. É vedado o emprego em áreas de risco, aglomerados/vilas, e os locais apontados pelo mapeamento criminal e de inteligência de segurança pública, como sendo aqueles de enfrentamento à criminalidade violenta e ao tráfico de drogas. O patrulhamento unitário precisa ser rediscutido.

4. Recentemente, postei aqui e insisto: não reaja à abordagem policial! Quem vai para cima do policial autoriza que o policial se defenda em legítima defesa, podendo, a depender do caso, até mesmo, utilizar a arma.

5. Foi ótimo populares terem ajudado o policial, pois em muitos casos ajudam quem resiste à prisão. Recentemente, em SP, terceiros ajudaram uma pessoa que estava sendo presa e atacaram os policiais.

6. Esse aumento de violência e desrespeito aos policiais é um processo que vem ocorrendo ao longo dos anos, com a “demonização” do trabalho do policial, com a divulgação do trabalho da polícia como se a regra fosse a violência e toda a desconstrução feita por parcela da população e parte da imprensa.

*O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS*

 *O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS* 👏Parabéns Guerreiros de 97 Há exatos 27 anos teve i...