quinta-feira, 4 de julho de 2024

QUEM FOI A PRIMEIRA PFEM TOMBADA EM SERVIÇO NA PMMG?

 


POLÍCIA FEMININA DO ESTADO

PFEM DE PMMG

AS POLICIAIS FEMININAS MAIS NOVAS SABEM RESPONDER

QUEM FOI A PRIMEIRA PFEM TOMBADA EM SERVIÇO NA PMMG?

A Capitã Flaviana Germânia de Oliveira, formou-se no curso de tenentes da Polícia Militar e atuou com garra e brilhantismo na PM por 6 anos e sua vida teve um trágico fim.


Em virtude das circunstâncias do seu falecimento, a Policial Militar foi promovida post mortem ao posto de Capitão PM a partir da data de seu falecimento.


A oficial foi baleada no dia 28 de maio de 2.000, durante uma abordagem policial que realizava com seu patrulheiro no Bairro Coração Eucarístico, em Belo Horizonte, área do 5º BPM, Unidade à qual pertencia. 

Ela foi morta, na tarde de domingo, com um tiro na cabeça disparado de sua própria arma, pelo assaltante José Roberto Alves, 35 anos, na região noroeste de Belo Horizonte.

O ladrão de máquinas de caça-níquel reagiu à abordagem da tenente Flaviana e, depois de balear a policial, foi morto com seis tiros pelo cabo Jarbas Messias Guimaraes, que acompanhava a ação e se feriu no ombro esquerdo com um tiro de raspão.


O sepultamento de Flaviana foi em sua cidade natal, a 98 quilômetros de Belo Horizonte, e contou com as honrarias do alto comando da Polícia Militar.


Em maio de 2.000, centenas de policiais militares lotaram ônibus e carros particulares, que deixaram a capital mineira para prestarem a última homenagem à tenente Flaviana Germânia de Oliveira, 25 anos, em seu enterro, na tarde de segunda-feira, em Antunes, na Zona Metalúrgica.


Até mesmo o comandante-geral da corporação, coronel Mauro Lúcio Gontijo, e o secretário de Segurança Pública, Mauro Lopes, e o secretário de Estado da Casa Civil, Henrique Hargreaves, designado pelo governador Itamar Franco (sem partido), estavam presentes no enterro.

De acordo com a PM, cerca de três mil militares acompanharam o adeus à tenente.

De seu trabalho, competência, profissionalismo e brilhantismo ficou a lembrança e o agradecimento de seus colegas de trabalho e da população por esse ato corajoso de uma jovem e grande tenente que atuou em prol da defesa e da segurança dos cidadãos.


 Através da lei 3844/ 2.000, o Legislativo Municipal (Para de Minas) decidiu homenagear Flaviana Germânia de Oliveira, emprestando seu nome a um logradouro público, no bairro João Paulo II.

https://www.gazetaparaminense.com.br/.../quem-foi.../14870

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.