quarta-feira, 29 de maio de 2024

Receita de MG sobe R$ 5 bilhões, mas servidores seguem sem aumento real

 




Receita de MG sobe R$ 5 bilhões, mas servidores seguem sem aumento real


Aumento da arrecadação foi publicado nesta quarta-feira, mesmo dia em que o reajuste abaixo da inflação foi aprovado pela base de Zema 


Reajuste abaixo da inflação foi proposto pelo governador Romeu Zema (Novo)


crédito: TULIO SANTOS/EM/D.A.PRESS


O Relatório de Gestão Fiscal (RGF), publicado nesta quarta-feira (29/5) no Diário Oficial de Minas Gerais, aponta um crescimento de R$ 5 bilhões na Receita Corrente Líquida (RCL) do estado no 1º quadrimestre de 2024, na comparação com o mesmo período do ano passado.

A divulgação foi feita horas antes da Assembleia Legislativa (ALMG) aprovar um reajuste abaixo da inflação aos servidores públicos de Minas Gerais, de 3,62%, proposto pelo governador Romeu Zema (Novo).Há plenas condições de conceder inflação de 2022 e 2023. A retórica do governo mineiro não tem aderência com a realidade das contas do estado”, ponderou o auditor fiscal da Receita Estadual e vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Tributação, Fiscalização e Arrecadação do Estado de Minas Gerais (Sinfazfisco-MG), João Batista Soares.De acordo com o auditor, a previsão conservadora é de que a RCL cresça mais de 10% em 2024, passando dos R$ 9 bilhões. “O impacto bruto na folha, caso o estado dê a inflação de 2022 e 2023, seria abaixo dos R$ 5 bilhões, portanto, bem aquém dos R$ 9 bilhões previstos conservadoramente”, ressaltou. Ainda segundo Soares, o governo estadual não atualizou as receitas totais desde abril, faltando incluir, por exemplo, o Fundo de Participação do Estado (FPE), bem como outros repasses do governo federal.Servidores frustrados

A sessão de votação estava marcada para às 10h e demorou cerca de quarenta minutos para começar. Parlamentares usaram quase uma hora para encaminhar os votos favoráveis às emendas destacadas. Só às 12h que o texto principal foi votado e, em seguida, a falta de quórum motivou o fim da reunião. Toda a movimentação foi acompanhada por olhos atentos de servidores que lotaram a galeria do plenário e o espaço @estadodeminas  


A verdadeira casta de privilegiados que ocupa cargo público sem concurso e até mesmo sem competência e MAMA no dinheiro público...

 A verdadeira casta de privilegiados que ocupa cargo público sem concurso e até mesmo sem competência e MAMA no dinheiro público... https://...