quarta-feira, 8 de maio de 2024

 


Parece que a bancada de apoio ao Governo Zema está cumprindo a recomendação de que o melhor será esperar a poeira baixar para que os projetos do Executivo de nºs 2238/24 e 2239/24, que cuidam dos institutos de Seguridade Social dos Servidores Civis (Ipsemg) e dos militares (IPSM-MG) não tenham sua constitucionalidade avaliada pelos seus relatores, nesse momento. Com a proximidade das eleições, deputados estaduais não querem arriscar o prestígio eleitoral com suas bases para agradar ao governador e sua equipe de assessores luminares, discutindo o que todos sabem que nasceu de forma e em hora erradas. “Agora não vamos aprovar nada toque de caixa”, disse, enfaticamente, conselheiro Geraldinho, que comanda a cadeira de engraxate defronte à ALMG e é sempre consultado sobre as flutuações da opinião dos eleitores. Trata-se de uma decisão; “não é hora de ofendermos mais ainda os servidores públicos”, concluiu.

Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília

CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília Parlamentares dizem que o governador ...