terça-feira, 26 de março de 2024

Equipe econômica apresentou um programa chamado ‘Juros por Educação’ em que, na prática, prevê o abatimento de parte dos juros dessas dívidas através de investimentos diretos em educação

 


Zema vê como positiva proposta de investimentos em educação para abater dívida de MG com a União

Equipe econômica apresentou um programa chamado ‘Juros por Educação’ em que, na prática, prevê o abatimento de parte dos juros dessas dívidas através de investimentos diretos em educação

26/03/2024 às 10:06 • 


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, após reunião com o ministro Fernando Haddad (Fazenda)


Pedro Nascimento/Itatiaia


O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, classifica como positiva a proposta do governo federal para que estados com dívidas com a União possam renegociar seus débitos. Nesta terça-feira (26), a equipe econômica apresentou um programa chamado “Juros por Educação” em que, na prática, prevê o abatimento de parte dos juros dessas dívidas através de investimentos diretos em educação.


“Vejo como muito positiva a iniciativa para que nós venhamos a construir uma nova forma de gerir as dívidas dos estados superendividados”, disse o governador mineiro.

A medida atende a demanda de estados que estão no vermelho com a União como Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Juntos, esses quatro estados correspondem por 90% do total do estoque da dívida que os entes federativos têm com o governo federal (R$ 660 bilhões em dívidas).

A solução foi apresentada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, aos governadores dos estados do Sul e Sudeste do país, representados pelo Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Consud).


Os principais pontos da proposta:


Redução temporária (de 2025 a 2030) nas taxas de juros aplicadas aos contratos de refinanciamento de dívida celebradas entre a União e os Estados.

Como contrapartida, os entes se comprometem com criação e ampliação de matrículas em educação profissional técnica articulada ao ensino médio em tempo integral.

Ensino médio em tempo integral em percentual do montante equivalente ao serviço da dívida economizada com essa minoração da taxa de juros.

Em caso de cumprimento das metas do programa a redução da taxa de jurotorna-se permanente.

Os Estados que aderirem ao pacto terão uma redução temporária das taxas de juros aplicadas aos contratos de refinanciamento de dívidas a partir de 2025. A meta, segundo o governo, é que essa medida consiga ajudar mais de 3 milhões de alunos matriculados no Ensino Médio Técnico (EMT) até o final do programa, previsto para 2030. Os Estados que atingirem as suas metas de expansão de matrículas em EMT em até seis anos terão redução permanente na taxa de juros.


O programa também será aberto para os Estados que não possuem dívida com a União, ou que não estejam tão endividados, dando acesso prioritário a linhas de financiamentos e outras ações de apoio à expansão do Ensino Médio Técnico.


https://www.itatiaia.com.br/politica/2024/03/26/zema-ve-como-positiva-proposta-de-investimentos-em-educacao-para-abater-divida-de-mg-com-a-uniao?utm_source=whatsapp&utm_medium=refer%C3%AAncia&utm_campaign=Pol%C3%ADtica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Que a amizade, a união e a camaradagem sejam sempre fortes entre vocês. Que vocês encontrem sempre apoio e força uns nos outros. Parabéns pelo Dia do Amigo! #DiaDoAmigo #SegurançaPública #Homenagem #gratidao #blog #blogdarenata #blogdarenatapimenta

  Que a amizade, a união e a camaradagem sejam sempre fortes entre vocês. Que vocês encontrem sempre apoio e força uns nos outros. Parabéns ...