sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

 Um funcionário do Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte, foi preso, nesta sexta-feira (23), por instalar câmeras no vestiário feminino do hospital. A polícia foi acionada, o suspeito reagiu à prisão, tentou tomar a arma de um dos militares, o revólver disparou e por sorte o tiro não acertou ninguém. 

De acordo com informações preliminares do boletim de ocorrência, que ainda está sendo confeccionado, a Polícia Militar (PM) foi acionada após a ação ser descoberta por mulheres que usavam o vestiário. 


No momento da prisão o homem entrou em luta corporal com os militares, tentou pegar a arma de um dos policiais, o revólveu disparou, porém, ninguém se feriu. Para conter o suspeito a polícia fez uso de uma arma de choque. 


Em nota o Hospital Risoleta Neves confirmou a prisão do suspeito.  " A PM estava conduzindo uma ocorrência nas dependências do Hospital. Houve um contratempo que gerou um disparo de arma de fogo. Ninguém ficou ferido e a situação foi rapidamente controlada pela Polícia e equipe do Hospital", pontuou a nota.


No momento da prisão o homem entrou em luta corporal com os militares, tentou pegar a arma de um dos policiais, o revólveu disparou, porém, ninguém se feriu. Para conter o suspeito a polícia fez uso de uma arma de choque. 


Em nota o Hospital Risoleta Neves confirmou a prisão do suspeito.  " A PM estava conduzindo uma ocorrência nas dependências do Hospital. Houve um contratempo que gerou um disparo de arma de fogo. Ninguém ficou ferido e a situação foi rapidamente controlada pela Polícia e equipe do Hospital", pontuou a nota.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro

  Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro