sábado, 3 de fevereiro de 2024

 Nós, Familiares de  policiais e bombeiros, nos manifestamos com profunda indignação e urgência. A falta de itens básicos,  no dia a dia em nossos lares é uma realidade que clama por atenção imediata. Enquanto nossos cônjuges arriscam  suas vidas para proteger a comunidade, com coragem e bravura, enfrentamos a angústia da incerteza sobre como manter nossos filhos.


A luta por salários justos não é apenas uma questão de reconhecimento, mas sim de sobrevivência. O direito básico de uma recomposição salarial,  dignos não pode ser negligenciado. Manifestamos nossa indignação pela falta do essencial e clamamos por salários que nos permitam prover nossas famílias com dignidade.


O pão de cada dia não pode ser um luxo inalcançável para aqueles que dedicam suas vidas à segurança da sociedade. Nossa urgência é real, nossa indignação é legítima, e nossa esperança está nas mãos daqueles que têm o poder de fazer a diferença.


Salários justos significam comida na mesa e esperança no coração das famílias policiais. Que este apelo sincero ecoe em seus corações e impulsione ações concretas em prol daqueles que tanto sacrificam pela segurança de todos.


Atenciosamente,

Famílias Policiais Unidas"


*Renata Renata Araújo Pimenta 


@seguidores


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro

  Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro