quarta-feira, 17 de janeiro de 2024

 


@itatiaiaoficial

O Governo de Minas não descarta a possibilidade de pedir um novo adiamento no prazo dado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para resolver a questão da dívida de R$ 160 bilhões do estado de Minas Gerais com a União. Em dezembro, o ministro Nunes Marques autorizou postergar por 120 dias a retomada da cobrança das parcelas da dívida enquanto uma negociação entre o governo Zema e o governo Lula — sob mediação do presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD) —, aconteça.Para o secretário de governo de Zema, as negociações são complexas e podem demandar mais tempo

“Estamos tratando de uma dívida de R$ 160 bilhões, de ativos que não basta um estalar de dedos para que sejam repassados ao governo federal, é preciso que sejam levantados valores de quanto vale uma Codemig, a Cemig, a Copasa, outros ativos que o governo do Estado pode oferecer também. É preciso que seja feito o cálculo em cima disso dos 50% a mais que teremos de bônus para descontarmos de cada valor em cima dessas empresas. Acho que é tempo pequeno para a solução de um problema complexo, mas estamos 100% empenhados e debruçados sobre a proposta do Rodrigo [Pacheco]”, afirmou.

O chefe do Legislativo já antecipou à Itatiaia que resolver a questão da dívida será prioridade da Assembleia até o mês de abril, quando termina o novo prazo dado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para que o governo estadual volte a pagar as parcelas devidas.


Em entrevista exclusiva à Itatiaia, o secretário de governo, Gustavo Valadares (PMN), disse que a possibilidade está sendo analisada pelas partes envolvidas no processo.


“Existe, da minha parte e da parte do governo, uma preocupação até com relação ao prazo dado pelo Supremo. Não sabemos se esse prazo será suficiente para que a gente chegue a um bom denominador, que atenda ao estado, à União, ao próprio senador Pacheco”, afirmou. “Se necessário for, tenho certeza que não só o governo do estado, mas o governo federal, conjuntamente conosco, pedirá também. Isso, se for necessário. Se não for necessário, ótimo também”, completou.

https://www.itatiaia.com.br/politica/2024/01/16/governo-zema-cogita-pedir-novo-adiamento-de-prazo-ao-stf-para-negociar-divida-com-uniao

  *PRAZO PRORROGADO* STF prorroga por mais 90 dias prazo para retomada de pagamento da dívida de Minas 📲Leia na íntegra: https://ww w.itati...