quarta-feira, 24 de janeiro de 2024

É preciso rever os privilégios dos servidores públicos Pedro Moura 22 janeiro 2024 às 16h43 Revisão de carreiras e privilégios dos servidores se impõe; nesta segunda-feira, 22, o site Metrópoles mostrou servidor do TJDFT ganhando mais de R$ 800 mil em um único mês

 



A lista de benesses para os servidores públicos é tão extensa quanto vergonhosa: auxílio moradia para quem tem casa própria, vale alimentação acima do salário mínimo, auxílio vestuário para quem usa terno, indenização de transporte para quem tem motorista e outros. O pior é tudo isso sendo financiado com recursos públicos em um país onde mais de 10 milhões brasileiros passam fome.

O escracho é tamanho que nesta segunda-feira, 22, por exemplo, o site Metrópoles noticiou que o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) pagou super-remunerações a técnicos e analistas judiciários nos últimos meses. Um técnico lotado no Núcleo de Suporte a Redes Convergentes teve rendimento bruto de R$ 883,6 mil em dezembro de 2022 – o maior valor registrado nas folhas de pagamento do TJDFT. Ele recebeu R$ 633,9 mil líquidos naquele mês. O tribunal justificou que o pagamento foi dentro da legalidade, o que realmente pode ser verdade, mas não deixa de ser absurdo.

Diante da disposição das lideranças no Congresso em fazer avançar uma reforma administrativa, o governo dá sinais de que poderá deixar uma posição avessa a esse debate. Em reação ao que parece ser um inevitável avanço da pauta, a ministra da Gestão da Inovação, Dweck, chegou a indicar que o Executivo apresentará um projeto alternativo à principal iniciativa já em tramitação, a proposta de emenda constitucional 32, de 2020.



https://www.jornalopcao.com.br/colunas-e-blogs/faltou-dizer-colunas-e-blogs/e-preciso-rever-os-privilegios-dos-servidores-publicos-571359/

 C aros amigos, O Policial Penal Cristiano está enfrentando um momento desafiador em na vida e buscam apoio da comunidade.  A familia está f...