segunda-feira, 18 de dezembro de 2023

 A depressão é uma doença incapacitante e grave que, além de tratamento, exige apoio familiar ao paciente. Porém, é preciso ter cuidado com o que falar, pois, na tentativa de ajudar, pode prejudicar ainda mais o indivíduo.


“Você está enfrentando um problema que só você sabe o quão difícil é.”

Essa é a atitude correta ao falar com alguém que está com depressão. Porém, não é o que acontece. Na tentativa de ajudar, muitas pessoas tendem a comparar o problema do paciente com as mazelas do mundo ou com outras situações “piores”.


Com isso, o deprimido entende que você está inferiorizando o que ele sente ou que ele está exagerando. A depressão é uma doença multifatorial que afeta profundamente as emoções, eliminando qualquer tentativa de reação do indivíduo.


“O problema não é você, é a doença.”

A depressão é uma condição estigmatizada e muitas pessoas não entendem ser uma doença. Entretanto, o paciente é dominado por pensamentos negativos, o que o impossibilita de acreditar que as coisas darão certo.


Dessa forma, frases como “olhe o lado positivo” ou perguntar “o que tem de errado com você” não trarão nenhum benefício. O deprimido não está sendo pessimista por vontade própria e os sintomas não são provocados por ele. Assim como você, ele também não entende o que está acontecendo, ele só sente.


“Você está lidando com algo grave, vamos buscar tratamento.”

Seja em função do estigma ou pela dificuldade em perceber os sintomas, dificilmente a depressão é identificada pelo próprio paciente. Assim, tende a não buscar ajuda profissional e o problema evolui.


Neste sentido, se você identificar que há algo errado com um amigo ou familiar, o melhor a fazer é transmitir a sua percepção e se colocar à disposição para ir com ele buscar a ajuda de um psicólogo.


“Sempre que precisar conversar, estou disponível”

Quem sofre com depressão tende a ser estigmatizado e não é incomum que os amigos ou familiares se distanciem, ou o próprio paciente se isole. Porém, neste momento, o que ele menos precisa é ficar sozinho.


Por isso, coloque-se sempre disponível a ouvi-lo, sem julgamentos. Escutar e entender o momento de uma pessoa em crise de depressão é fundamental para prestar apoio e ajudá-la a desabafar. Saiba mais sobre como o apoio familiar ajuda o paciente.


Não é drama, não é para chamar atenção, nem falta de Deus e muito menos frescura.


O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares

  O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares E a escolha da deputada estadual...