segunda-feira, 6 de novembro de 2023

estadodeminas


 Trabalhadores de pelo menos 25 categorias do funcionalismo público convocaram uma greve geral para a amanhã (7/11) em protesto contra a aprovação pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) do Regime de Recuperação Fiscal (RRF) que vai impor limite de gastos e congelar aumentos salariais pelos próximos nove anos.


A paralisação vai acontecer durante ausência do governador Romeu Zema (Novo) e do vice-governador Mateus Simões (Novo) que estão fora do Brasil em agendas de trabalho.


Devem participar do protesto trabalhadores das empresas estatais de água e energia (Copasa e Cemig) que estão sob a mira da privatização. A expectativa é se as polícias vão aderir ao movimento. As seis entidades de classe que representam os Policiais Militares mineiros soltaram uma nota condenando a adesão do estado ao RRF sob a alegação de que ele vai arrochar os salários e impor restrições que comprometem a autonomia do estado e prejudicam os servidores em geral e também as políticas públicas, mas não há convocação para a paralisação, já que pela legislação é vedada a participação de militares em movimentos grevistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Que a amizade, a união e a camaradagem sejam sempre fortes entre vocês. Que vocês encontrem sempre apoio e força uns nos outros. Parabéns pelo Dia do Amigo! #DiaDoAmigo #SegurançaPública #Homenagem #gratidao #blog #blogdarenata #blogdarenatapimenta

  Que a amizade, a união e a camaradagem sejam sempre fortes entre vocês. Que vocês encontrem sempre apoio e força uns nos outros. Parabéns ...