quarta-feira, 22 de maio de 2024

 


Baixas na Polícia Militar de MG ocorridas nos dois últimos dias, em instalações da corporação no interior do Estado, carecem de cuidadosa e urgente investigação e não podem ser tratadas como “um fato que todos nós lamentamos, mas que pode acontecer”, como manifestado por alta autoridade do Estado num caso similar, ocorrido julho de 2023 com a escrivã Rafaela Drumond, que servia na Delegacia da Polícia Civil, em Carandaí. Informações vindas de companheiros desses militares vitimados por autoextermínio nesses dias, não manifestadas publicamente em razão de recomendações da PMMG, são indicadores de que não pode ser retardada a discussão sobre a saúde dos membros da corporação, em especial daqueles que ocupam os postos da base da PM. Seria uma grosseira e desumana omissão não se apurar as razões que têm motivado flagrante desequilíbrio.

*O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS*

 *O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS* 👏Parabéns Guerreiros de 97 Há exatos 27 anos teve i...