sexta-feira, 26 de abril de 2024

 


O coronel da PMMG Mendonça, que dirige o Movimento Independente dos Operadores da Segurança Pública de MG (Miosp-MG), cobrou os deputados estaduais que defendem os servidores da segurança pública do Estado, pois a previsão de que o governador Romeu Zema não corrigiria os vencimentos da tropa data de quatro anos atrás, dado que o governo nesse período nunca incluiu os valores que seriam destinados a tais pagamentos na Proposta Orçamentária anual. “Deixar para a tropa arrancar os reajustes e recomposições no braço, se os deputados têm os meios legais, próprios de sua responsabilidade para exigir maior transparência da execução orçamentária é um absurdo. Até porque os parlamentares têm imunidade para protestar e não serem processados, não serem exonerados, não perderem suas aposentadorias. Da forma como o orçamento é discutido e aprovado não adianta discutir agora,” concluiu o coronel Mendonça.

A Câmara dos Deputados e o Senado Federal vão entrar em recesso informal em razão das festas juninas.

  A Câmara dos Deputados e o Senado Federal vão entrar em recesso informal em razão das festas juninas. Arthur Lira (PP) e Rodrigo Pacheco (...