segunda-feira, 29 de abril de 2024

*INFORMAÇÕES PRELIMINARES, OCORRÊNCIA EM ANDAMENTO* *OCORRÊNCIA ENVOVENDO MILITAR COMO AUTORA DE HOMICÍDIO* *NATUREZA:* HOMICÍDIO TENTADO *REDS:* AINDA NÃO GERADO *CHAMADA CAD:* 2024-33306724-7 *ENDEREÇO:* BAR DO GATO SECO - RUA VALE DO BOM JESUS - ESMERALDA/MG

 


Uma briga em um bar no bairro Vale do Bom Jesus, na cidade de Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, terminou com dois policiais militares, sendo uma mulher e um homem, presos entre a noite de sábado (27 de abril) e a madrugada desse domingo (28 de abril). Os militares, que estavam embriagados, conforme o boletim de ocorrência, teriam agredido clientes de forma aleatória e o soldado, de 25 anos, teria atirado contra a cabeça de um homem.  

 A briga iniciou após discussão pelo fato de carros em fila dupla atrapalharem a saída de pessoas do local. Existem duas versões para a história. Os militares envolvidos alegam ter sido agredidos e, por isso, reagiram. Já algumas testemunhas, contam que os policiais teriam iniciado as agressões com coronhadas em “clientes aleatórios” após se irritarem em função da fila de veículos. Além das coronhadas, o policial teria acertado um tiro na cabeça de um homem de 52 anos, seguido a série de agressões a outros frequentadores antes de fugir.  

Além do homem baleado na cabeça, a Polícia Militar registrou outras três vítimas no boletim de ocorrência, sendo uma mulher com lesões na cabeça e no ouvido, e dois homens com lesões na cabeça e na bochecha devido a coronhadas e agressões. O estado mais grave era o do homem baleado, que foi socorrido para o Hospital de Sete Lagoas, onde ficou entubado.  

A tia do policial relatou que a briga começou após uma mulher de cabelo azul agredir a soldado que estava com o sobrinho dela. O soldado foi localizado e preso na casa da avó dele. Ele relatou que além da agressão à colega, três homens teriam tentado agredi-lo, sendo que um teria feito menção de sacar arma de fogo da cintura. Para se defender, ele então pegou a arma da amiga e, nas palavras dele, deu “dois disparos no rumo do chão”.  

Com a orientação do advogado, o militar pediu para registrar no boletim de ocorrência que sofreu por parte da equipe policial que o encontrou na casa da avó “abordagem truculenta, foi algemado para trás e pisoteado, além de receber chutes no peito mesmo após ter se identificado como policial”.  

A soldado também relatou ter sido agredida pelos colegas de profissão, no momento que foi presa. Sobre a confusão no bar, ela sustenta uma versão de que o soldado que a acompanhava levou socos antes de pegar a pistola que estava na cintura dela e efetuar dois disparos “em direção não sabida”.  

A arma usada pelo militar durante a confusão foi apreendida. Os dois soldados estão presos na sede da 6ª Cia Independente, em Esmeraldas

Resposta

Procurada, a Polícia Militar informou que os militares envolvidos estavam em horário de folga. A equipe foi acionada para "confusão generalizada em um bar, no Vale Bom Jesus, sendo relatada a ocorrência de disparos de arma de fogo no local, bem como várias pessoas feridas".

"Ao chegarem ao estabelecimento, os militares tomaram conhecimento, por meio de testemunhas que ali estavam, que os autores de lesões contra as vítimas seriam três indivíduos, dois deles policiais militares, e que estariam em uma residência a poucos metros daquele local. Desta forma, as guarnições deslocaram-se até essa residência, onde foram localizados os militares, sendo procedida, com base nos relatos das testemunhas e demais provas, a prisão em flagrante, tendo em vista as lesões provocadas em cinco vítimas. As vítimas foram socorridas, por pessoas que estavam no local, para o hospital de Sete Lagoas. Os autores foram conduzidos à sede da 6ª Cia PM Ind, com posterior encaminhamento à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ratificada a prisão em flagrante dos dois militares pelo delegado de polícia", diz a nota.


*INFORMAÇÕES PRELIMINARES, OCORRÊNCIA EM ANDAMENTO* 


*OCORRÊNCIA ENVOVENDO MILITAR COMO AUTORA DE HOMICÍDIO* 


*NATUREZA:* HOMICÍDIO TENTADO

*REDS:* AINDA NÃO GERADO

*CHAMADA CAD:* 2024-33306724-7 

*ENDEREÇO:* BAR DO GATO SECO - RUA VALE DO BOM JESUS - ESMERALDA/MG


Eu vou boic0tar