quinta-feira, 11 de abril de 2024


"Eu vou ser direto com os senhores. Eu acho que a Polícia Militar de Minas Gerais era precisa de sair daquele viés patrimonialista. Se eu pudesse sugerir ao comandante-geral, eu sugeria duas coisas. Eu sei que ele não vai dar conta de fazer, porque tem a resistência dos deputados, qualquer coisa que ele vai fazer, teve de tirar um Cel  aí, que não foi ele que tirou, foi por questões políticas, até hoje tem um perseguinho ele por causa disso aí. Tudo bem, faz parte. Agora, imagina se for fazer essa reforma que precisa. O que é que precisa ser feito? Primeiro, exemplo. Então, vender essas casas funcionais, todas, todas. Por quê? Ah, tem casa funcional para coronel? Não tem que ter, não. Casa na floresta, vende aquilo. Não, não tem que ter moradia funcional. Chega disso. Segunda coisa, valor de diária tem que ser o mesmo. O mesmo. Isso precisa acabar. Que diária é para alimentação e pousada? Então tem que ser diferente. Quem viaja vai para o mesmo lugar, vai comer a mesma comida, vai para o mesmo lugar. Ah, tem diária para município especial, onde é mais caro? É caro para todo mundo. Então isso tem que regularizar. E fazer uma reforma nessa estrutura de carreira, certo? Isso precisa fazer e fechar a região. Várias regiões aí tem que fechar, várias diretorias, Vários e  batalhões. Para que tem que ter dois batalhões operáveis? Me ajuda aí! Aquele quarto batalhão resolve a administração lá tranquilo. Tem que distribuir o efetivo em companhia. Agora, quando vai fechar um batalhão, os deputados lá pia. "Ah, não pode fechar o batalhão não, porque o batalhão traz segurança". Não é. Não é batalhão. É polícia na rua, bem equipada. É valorizada. Com o salário corrigido, que também deixa a tropa do jeito que está aí... há dois anos... pô... está todo adoecendo mentalmente. como é que o cara faz... ele tem que sair do serviço e ir para o bico... o que está acontecendo... ele não tem convivência com a família... o trem retona todo... então... aí eu estava conversando com o sujeito... "ah... mas o governo não tem condição de fazer a recomposição"... faz um plano até o final do governo dele... acelera esse 12% do jeito que dá conta de pagar... mas tem que acabar com essa agonia... tem que acabar com essa situação dos outros que caem... ah... tem 41% de reajuste... isso é mentira... isso é mentira... quem está falando isso está com 36% no bolso... sabe que não tem condição de pagar e fica iludindo a nossa tropa, adoecendo o povo... e isso é que me deixa indignado.

As pessoas estão falando e o que eu estou falando converge no mesmo sentido. Eu estou falando porque fizeram a lei de promoção a 109 que todo mundo que entra no CFO como aspirante vai aposentar como coronel, então tem que ficar criando batalhões, criando estrutura para receber os promovidos e não promover as pessoas para ocupar o cargo. Quando se fala em dois batalhão em Betim ou duas administração, dois batalhão melhora em quê? Para que precisa de dois batalhão? Nós estamos vivendo a era da tecnologia, essas estruturas administrativas têm que ser enxugadas. Segurança pública se faz com polícia na rua, com inteligência, não é isso? É com tecnologia, então não adianta ficar criando batalhões. Batalhão, região, diretoria, isso é só para criar cargo administrativa. Quando você cria um batalhão, cria uma vaga de tenente coronel, uma de major e outras de capitães. Uma região é um coronel, um tenente coronel, cinco majores. Quanto custa uma região dessa? O que nós estamos falando é isso, para que uma região em Sete Lagoas, um em Curvelo e outra em Vespasiano? O custo disso é muito bom para promover as pessoas. Cria cargo para a pessoa ser promovido, porque a lei fala, olha, tem todo mundo ser promovido, mas depois, o que vai acontecer com essa corporação? É uma cabeça gigante, um corpo mais ou menos, e a base não tem. O claro na corporação está de cabo e soldado, e cabo e soldado é o cara que faz o quê? O serviço de patrulha, o serviço básico. São serviços de comando, de coordenação e controle, eles são imprescindíveis, mas a base da corporação são os patrulheiros, tudo bem, vamos colocar sargento para tirar guarda do quartel, vamos colocar 10 sargentos na viatura, agora essa estrutura administrativa da PM para 35 mil pessoas, ela está totalmente superfaturada, então tem que estancar essa lei, tem que discutir qual que é a função da PM com as guardas municipais, que elas existem, são polícias, e a estrutura da PM no Estado. O Estado tem quantas regiões administrativas? 10. Quantas regiões de segurança pública?19. Para que essas estruturas burocráticas? E o governo, ele é claro, toda vez que tem promoção, tem aumento da folha de pessoal, nós sabemos disso também. "Ah, você está querendo acabar com promoção"? De forma nenhuma. Tenha que tirar as estruturas burocráticas, reduzi-las ao mínimo. Mínimo e priorizar o serviço operacional da polícia, que é a razão de ser dela. É isso aí. Mendonça Miospmg Miospmg #blogdarenatapimenta #renatapimenta #blogdarenata #pmmg #Todos

Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília

CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília Parlamentares dizem que o governador ...