quarta-feira, 20 de março de 2024

 


O primeiro momento de protesto da plateia ocorreu enquanto Zema e o ministro Camilo Santana assinavam um documento que sela a contemplação dos estudantes mineiros na iniciativa, que prevê a poupança e um auxílio financeiro mensal de R$ 200 para estudantes que seguirem critérios sociais e tiverem assiduidade no ensino médio público.

— Fora, Zema! Fora Zema! — gritavam os presentes

O movimento se repetiu quando o ministro cumprimentou o governador durante a sua fala:


— Eu queria cumprimentar o governador de Minas Gerais, Romeu Zema. Agradecer a sua recepção e parceria — disse Camilo Santana.


Por sua vez, Zema foi o último a discursar, sendo vaiado por trinta segundos e os gritos de "Fora, Zema" cessaram quando o governador iniciou seu pronunciamento. Em sua declaração, fez um aceno ao governo federal:


— Toda semana, eu estou no interior do Estado, em geralmente cinco, dez cidades por semana. Vou a essas cidades independentemente de bandeira partidária. Todos os prefeitos são prefeitos de mineiros em Minas Gerais e todos são tratados adequadamente. Então, para mim, é administrar Minas Gerais. Podemos pensar diferente, ter ideias diferentes, mas democracia é isso — afirmou.


  Um policial militar, de 40 anos, foi baleado durante uma abordagem na madrugada desta sexta-feira (12/4), no Bairro Nova Pampulha, em Vesp...