sexta-feira, 1 de março de 2024

Após 9 Anos: Justiça Determina Promoção por Ato de Bravura a Policial Militar em Minas Gerais

 


Em 2015, o sargento Roberto Parros, da cidade de Monte Alegre de Minas, pertencente ao 54º BPM, realizou um ato de bravura ao salvar uma idosa que estava presa em uma residência incendiada. Após a sindicância, o encarregado foi favorável à promoção por ato de bravura. O então Coronel Marques, comandante da 9ª RPM, deu parecer favorável para a promoção. No entanto, a CPP negou a promoção sem fundamentações claras. Diante disso, houve um recurso ao Governador Romeu, que sem também fundamentar a decisão,  concordou com a decisão da CPP.


O militar ingressou na justiça com o objetivo de anular o ato devido às arbitrariedades, e a justiça reconheceu que houve abuso na decisão, anulando-a e determinando a promoção do sargento. O caso já transitou em julgado e o estado perdeu todos os recursos interpostos.


Esse é um exemplo do reconhecimento merecido diante de um ato de bravura. Espero que essa história inspire outros militares a agirem com coragem em situações desafiadoras.



  Um policial militar, de 40 anos, foi baleado durante uma abordagem na madrugada desta sexta-feira (12/4), no Bairro Nova Pampulha, em Vesp...