terça-feira, 27 de fevereiro de 2024

 


📌link na bio

Número de PMs da ativa cai 6,8% em 10 anos, aponta estudo; policiais civis e científicos recuaram 2%


Queda está relacionada a dificuldades fiscais dos estados, segundo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP). Nos últimos 3 anos, número de cidades com guardas municipais cresceu 23%.

Por Arthur StabileGabriel Croquer, g1 — São Paulo


27/02/2024 10h00  Atualizado há 11 minutos

O número de policiais militares (PMs) na ativa no Brasil caiu 6,8% entre 2013 e 2023, segundo estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) divulgado nesta terça-feira (27). O de policiais civis e científicos recuou 2% no mesmo período.


Segundo o levantamento, em 2023 havia


404.871 PMs ativos no Brasil, ante 434.524 em 2013;


E 116.169 policiais civis e científicos, ante 113.899 em 2013.


(CORREÇÃO: Ao ser publicada, esta reportagem informou que o número de policiais civis e científicos na ativa no Brasil caiu 4,7% entre 2013 e 2023, como havia informado inicialmente o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Na verdade, caiu 2%. A reportagem foi corrigida às 10h40.)

A Polícia Militar é responsável por ações ostensivas e preventivas de combate ao crime e de preservação da ordem pública. A Civil tem como função registrar e investigar denúncias de crimes. A Científica atua de forma complementar à Civil, e faz perícias para encontrar provas em investigações criminais.

O recuo no número de policiais ativos vai na contramão do crescimento da população. Entre 2010 e 2022 –anos das duas últimas edições do Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) –, a população brasileira cresceu 6,5% entre 2010 e 2022.Por que o número de policiais ativos caiu?

Diretora-executiva do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FSBP), Samira Bueno atribui o recuo no número de policiais na ativa a dificuldades fiscais dos estados e às características das carreiras.


O estudo do FBSP aponta que, em média, a remuneração dos funcionários de segurança pública é 50% maior que a dos demais servidores públicos estaduais. Com isso, eles representam 23% dos servidores públicos nos governos dos 26 estados e no DF, e 31% dos gastos de pessoal da ativa.


https://g1.globo.com/politica/noticia/2024/02/27/estudo-efetivo-policias-fsbp.ghtml


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro

  Suspeito de matar sargento Dias começa a ser avaliado pelo perito de autor da facada em Bolsonaro