domingo, 17 de dezembro de 2023

 


Um homem morreu depois de trocar tiros com policiais militares, em Poté, no Vale do Mucuri, na madrugada deste domingo (17). Os militares envolvidos na ação foram presos. De acordo com o boletim de ocorrência, militares receberam uma denúncia anônima que dava conta que um 'conhecido' taficante da região estaria andando pelas ruas do Morro da Minhoca, no bairro Florestal, ostentado uma arma de fogo. Chegando ao local, os policiais econtraram o suspeito na porta da casa dele. Ao avistar os militares o suspeito fugiu correndo. Neste momento, ocorreu uma perseguição policial ao suspeito que correu para uma área sem iluminação pública. Ignorando a voz de prisão, o homem efetuou diversos disparos contra os militares, que revidaram os tiros. Mesmo em meio ao tiroteio o suspeito conseguiu fugir e chegar em casa.

Na residência os militares encontraram o homem, sangrando e caído dentro de casa, perto da mãe dele. O homem foi socorrido pelos policiais até uma unidade hospitalar, no entanto, ele morreu ao dar entrada no hospital, vítima de um tiro na espinha dorsal.

Com o homem foram apreendidos nove papelotes de de substância semelhante a cocaína, seis porções de susbtâncias semelhantes a maconha, dois cordões de metal, R$308 em dinheiro.Caído ao solo um revólver calibre 32, cum duas munições intactas, quatro cartuchos deflagrados e um coldre.     

A perícia ainda será realizada no local. Entretanto, a cena do crime não teria sido preservada devido aos socorros prestados para o suspeito. Os policiais foram presos e tiveram suas armas apreendidas. Eles foram encaminhados a presença da autoridade de Polícia Judiciária Militar para as devidas providências.

Ficha criminal

Ainda conforme a ocorrência, o suspeito teria uma vasta ficha criminal, co passagens pelo sistema penitenciário por tráfico de drogas, ameaça a ex-companheira. Além disso, o homem ainda é suspeito de ser autor de um homicídio e de ter roubado uma motocicleta usada em outro assassinato. 

VIBRADORES

 Entre em contato com o Deputado Sargento Rodrigues Denuncie os vibradores, use o e-mail oficial: dep.sargento.rodrigues@almg.gov.br