quarta-feira, 4 de outubro de 2023

Desabafo de um Veterano

 Prezados senhores administradores e participantes,


Neste momento, gostaria de expressar minha frustração e desilusão em relação à forma como as solicitações estão sendo conduzidas atualmente. Como veterano, já me envolvi em diversas lutas, mesmo após minha aposentadoria. Acreditava que, após o ano de 1997 e durante minha reserva, teríamos a tranquilidade, o respeito e a consideração que os veteranos anteriores receberam. No entanto, percebo que não posso mais incentivar ou apoiar essa maneira de pedir ajuda.


Acredito que a tecnologia atual, embora tenha trazido avanços significativos em diversos aspectos, também trouxe consequências negativas para a forma como nos comunicamos e solicitamos auxílio. As disposições e condições do passado eram diferentes das atuais. Lembro-me com saudosismo da época da datilografia e do telégrafo, momentos em que assumimos a responsabilidade e fizemos revoluções em prol da valorização de nossa classe.


Hoje, sinto-me apenas como mais um veterano que está se tornando obsoleto com o passar do tempo. Aqueles que antes participaram ativamente e permaneceram engajados na reserva também foram prejudicados. Ao criticar questões ideológicas ou partidárias, percebo que muitos optam por rotular uns aos outros sem realmente se mobilizarem para resolver os problemas.


Eu sou um dos poucos selecionados que enfrentou processos judiciais por questões relacionadas ao Palácio. Se fosse outro veterano advogado, eu enfrentaria o processo de cinco anos sozinho. No entanto, sinto que a diplomacia não é mais eficaz. Com humildade, peço desculpas aos senhores, mas decidi me retirar do grupo. Não consigo mais suportar ouvir falar de lentidão, solicitações mal atendidas e falta de adequação. Isso não combina comigo.


Nós, veteranos, estamos sendo humilhados e ridicularizados, apesar de todo o esforço que investimos na construção e melhoria da polícia. Esperávamos ser honrados pelas gerações futuras, mas infelizmente o oposto ocorreu. Parece que atiramos em nosso próprio pé. Quanto mais lutamos pela evolução e valorização de nossa classe, mais rápido o tempo passa e somos desvalorizados.


Aqueles que hoje estão no poder parecem ostentar uma suposta prosperidade, enquanto nós, que lutamos para facilitar a carreira policial, fomos deixados para trás. Este desabafo é apenas um reflexo de minha profunda decepção com a situação atual. 


Agradeço a compreensão e lamento ter que me retirar do grupo.



Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília

CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputados federais mineiros ficam insatisfeitos após reunião com Zema em Brasília Parlamentares dizem que o governador ...