sexta-feira, 15 de setembro de 2023

 


COMO ANDAM AS CONTAS PÚBLICAS DOS ESTADOS?


A solidez fiscal de qualquer governo é condição fundamental para o seu crescimento sustentado de longo prazo. Se as receitas governamentais ficam continuamente abaixo das suas despesas, o governo incorre em resultados fiscais negativos (déficits), resultando em aumento de seu endividamento e, consequentemente, em baixa capacidade para investir na ampliação e manutenção dos serviços públicos.

Como consequência, a baixa oferta e qualidade dos serviços públicos geram prejuízos econômicos e sociais aos seus cidadãos. Um governo que não consegue “fechar suas contas” perde credibilidade e confiança por parte dos contribuintes, empresas e investidores nacionais e internacionais. Um governo sem credibilidade fiscal e financeira promove retração dos investimentos e dos negócios privados, ocasionando queda na produção de produtos e serviços, além de aumento da inflação e do desemprego.

Para capturarmos o grau de solidez fiscal dos Estados, foram utilizados indicadores que levam em conta dimensões distintas, mas inter-relacionadas, de sustentabilidade fiscal.

São eles: Taxa de Investimentos, Regra de Ouro, Solvência Fiscal, Sucesso do Planejamento Orçamentário, Dependência Fiscal, Resultado Primário, Gasto com Pessoal, Índice de Liquidez e Poupança Corrente.

Confira o relatório completo com o ranking por indicador em nosso site. rankingdecompetitividade.org.br
@govmatogrosso

  Criaram  um Cad escala paralelo para banco de horas E estão zerando as horas anteriores  Tem policial com mais de 50 e outro com mais de 1...