domingo, 27 de agosto de 2023

 



sargentorodriguesoficial
 

Recomposição salarial não é favor, é direito do servidor!

Entenda a luta daqueles que cuidam da sua segurança e apoie esta causa:

- o governador Romeu Zema deve, aos servidores da segurança pública de Minas Gerais, seis anos de inflação. A classe convive, hoje, com uma perda inflacionária de 35.44%, ou seja, 1/3 de seus salários já foi corroído e o poder de compra dos servidores está cada dia menor, levando suas famílias ao sofrimento;

- por mais de uma vez, o governador Romeu Zema reconheceu a dívida e assumiu, publicamente, que faria a RECOMPOSIÇÃO DAS PERDAS INFLACIONÁRIAS dos servidores da segurança pública. Em 2019, passamos de fevereiro a novembro negociando, até chegarmos a um acordo assinado em ata. Ele pagou apenas uma parcela e descumpriu o acordo, não pagando as outras duas. É muito grave para um chefe de estado vir a público, fazer compromisso, e não cumprir;

- Hoje, o governador Romeu Zema alega não poder dar aumento salarial, por impedimento legal, o que é mentira! Afinal, recomposição não é aumento e, sim, um direito constitucional do trabalhador, que está sendo desrespeitado. A própria Lei de Responsabilidade Fiscal permite a recomposição da inflação, mesmo se o Estado aderir ao Regime de Recuperação Fiscal. Vale lembrar que, recentemente, o Governador reajustou seu próprio salário e de seus secretários em 298%, dos quais, mais de 150% representam aumento real, acima da inflação.

Governador, pagar a recomposição é sua obrigação!

A verdadeira casta de privilegiados que ocupa cargo público sem concurso e até mesmo sem competência e MAMA no dinheiro público...

 A verdadeira casta de privilegiados que ocupa cargo público sem concurso e até mesmo sem competência e MAMA no dinheiro público... https://...