terça-feira, 23 de maio de 2023

PM usa bomba de gás e balas de borracha contra protesto de policiais em Belém; há feridos

 

Por g1 Pará — Belém

 


Repressão da PM usou bomba de efeito moral contra policiais penais que protestam na Almirante Barroso — Foto: Reprodução/TV Liberal

Repressão da PM usou bomba de efeito moral contra policiais penais que protestam na Almirante Barroso — Foto: Reprodução/TV Liberal

Um protesto de policiais penais realizado na avenida Almirante Barroso, em Belém, foi alvo de repressão, na tarde desta terça-feira (23). A Polícia Militar usou bombas de efeito moral e bala de borracha contra o grupo, que interditava a via. De acordo com os manifestantes, há feridos no local. O trânsito está totalmente interditado.

Protesto interdita av. Almirante Barroso em Belém
Ativar som

Protesto interdita av. Almirante Barroso em Belém

Equipes de cavalaria e do Choque também foram destacados ao local para dispersar os manifestantes. De acordo com Rosivan Santos, presidente do Sindicato dos Policiais Penais do Estado do Pará, a Polícia Militar "chegou atirando""Há pelo menos três policiais feridos", afirma.

Policial penal é ferida durante repressão da PM para dispersar protesto de policiais penais  — Foto: Reprodução/TV Liberal

Policial penal é ferida durante repressão da PM para dispersar protesto de policiais penais — Foto: Reprodução/TV Liberal

'Queremos a aprovação da Lei orgânica'

O protesto começou pela manhã, de forma pacífica. Metade da pista da avenida, no sentido Ananindeua/São Brás, foi interditado pelos manifestantes, que usaram toldos para organizar os grupos de policiais.

De acordo com o sindicato da categoria, a manifestação reivindica a aprovação da Lei Orgânica, que "visa ao fortalecimento do papel do Estado na segurança pública dentro das unidades prisionais, bem como à fiscalização e ao monitoramento das medidas para o pleno cumprimento das penas e, principalmente, à valorização do servidor, além de outras providências".

de forma pacífica. Metade da pista da avenida, no sentido Ananindeua/São Brás, foi interditado pelos manifestantes — Foto: Brunno Amâncio/G1 PA

de forma pacífica. Metade da pista da avenida, no sentido Ananindeua/São Brás, foi interditado pelos manifestantes — Foto: Brunno Amâncio/G1 PA

"A lei foi acordada com o governo desde 2021, suspendemos todos os movimentos porque a lei seria aprovada agora em fevereiro. A categoria saiu da rua, aguardou, só que nós já estamos no meio do ano e a lei continua parada na Seplad”, diz Rosivan.

Em nota, a Secretaria de Planejamento e Administração (SEPLAD) informou que "desde o ano passado já dialoga com a categoria e esclarece que a Lei Orgânica da Policia Penal encontra-se em estudo, que após concluídos deverão seguir o trâmite normal, em obediência a Lei de Responsabilidade Fiscal e política de valorização do servidor público

*O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS*

 *O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS* 👏Parabéns Guerreiros de 97 Há exatos 27 anos teve i...