sexta-feira, 3 de março de 2023

 O prazo para o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentar ao Supremo Tribunal Federal (STF) a Medida Provisória (MP) que define as fontes de custeio do piso salarial da enfermagem terminou. Por conta disso, os enfermeiros planejam iniciar uma greve nacional a partir do dia 10 de março, o que pode afetar a saúde de milhares de pessoas que dependem dos serviços prestados por esses profissionais.

A virada de costas de Lula foi refletida em uma falta de respostas do governo e do grupo de trabalho montado pela Casa Civil e frustrou as expectativas dos enfermeiros, que estão sob constante pressão.

Para tentar maquiar, o Governo Federal divulgou uma nota reiterando o compromisso com a promessa do piso salarial da enfermagem. Mas apenas iludiu e não houve uma resposta concreta por parte do governo, deixando a classe dos enfermeiros revoltada quanto ao cumprimento da medida.




O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares

  O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares E a escolha da deputada estadual...