quarta-feira, 15 de fevereiro de 2023

 O CNJ afastou e levantou vários processos na tutela da juíza Ludmila Lins Grillo. Pasmem, com nítido propósito de perseguir a magistrada que ousou criticar os Ministros do STF. É como se não houvesse corrupção no STF, no STJ, no TSE e nos próprios TJs. Era preciso lavar as togas

O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares

  O outro afago de Zema ao PL na Assembleia Governo articula novo projeto para reajuste de forças militares E a escolha da deputada estadual...