domingo, 26 de maio de 2024

 


otempo
 

CRIME - Uma investigadora da Polícia Civil, que não teve a identidade divulgada, é suspeita de matar o cunhado a tiros durante uma confraternização familiar neste domingo (26), em Sete Lagoas, na região Central de Minas Gerais. O homem morreu no local.

Inicialmente, há a suspeita de que o caso se trataria de legítima defesa, pois o homem teria atentado contra a vida da investigadora. A policial, então, para se defender, teria efetuado os tiros.

Conforme a Polícia Civil, a perícia foi deslocada até o local para realizar os trabalhos de praxe. Os procedimentos estão em andamento, e a investigadora estava sendo ouvida.

🖱️ Veja mais detalhes na reportagem em nosso site, no link da bio.

*O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS*

 *O ANO QUE NÃO PODE SER ESQUECIDO: MOVIMENTO REIVINDICATÓRIO DE 1997 COMPLETA 27 ANOS* 👏Parabéns Guerreiros de 97 Há exatos 27 anos teve i...