terça-feira, 13 de junho de 2023

 

Por g1 Sul de Minas

 


Um capitão da reserva da Polícia Militar foi preso neste domingo (11) por ameaçar a namorada no Bairro Jardim Philadelphia 2, em Poços de Caldas (MG). As ameaças teriam acontecido após uma discussão na saída de um bar por não se lembrarem do local onde estacionaram o carro.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pela patroa da vítima, que teria recebido uma mensagem da jovem de 22 anos pedindo ajuda. Ela contou para a mulher que estava na casa do namorado de 48 anos e que ele a teria ameaçado com uma arma de fogo, além de não a deixar ir embora do local.

No local, os militares encontraram o capitão da reserva na porta da casa, com o portão da garagem aberto, segurando o braço da vítima e a puxando para dentro da residência com força. Ainda de acordo com a PM, o suspeito soltou a vítima com a presença dos militares.

A jovem estava com bastante medo e tremendo. Ainda de acordo com o BO, a vítima contou que namora o suspeito há aproximadamente três semanas e que mora em Muzambinho. Neste domingo, o suspeito a teria buscado para passar o fim de semana com ele em Poços de Caldas.

Capitão da reserva da PM é preso por ameaçar namorada em Poços de Caldas, MG — Foto: Reprodução/TV Globo

Capitão da reserva da PM é preso por ameaçar namorada em Poços de Caldas, MG — Foto: Reprodução/TV Globo

Os dois teriam ido em um bar na cidade e, ao saírem do local, eles não conseguiam encontrar o local onde tinham estacionado o carro. Diante disto, o suspeito teria começado a ficar nervoso. Após cerca de 20 minutos, o carro foi encontrado na Rua Rio de Janeiro.

Ainda conforme o BO, como o suspeito havia feito o uso imoderado de bebida alcoólica, a vítima sentou no banco do motorista para dirigir o veículo, mas ele não teria aceitado e a retirado com força. Depois, ele a colocou no carro e dirigiu em alta velocidade até a casa dele.

Quando chegaram na residência do suspeito, o capitão da reserva disse que estava com muita vontade de usar cocaína e que iria ligar para amigos levar a droga até lá para eles consumirem juntos. Ela então teria dito que queria ir embora para a casa dela em Muzambinho, mas o suspeito não teria deixado, mostrado uma arma para a vítima e dito que se ela o traísse iria matá-la.

Ainda de acordo com o BO, a jovem contou que a arma utilizada nas ameaças estava em cima da estante da sala. A mala com os objetos pessoais da vítima estava dentro da casa, mas ele não deixava ela pegar. Ele só a teria soltado com a chegada dos militares.

Segundo consta no BO, os militares tentaram colher a versão do suspeito, mas ele afirmou que não havia nada para dizer e que ninguém entraria na casa dele. Ele foi preso em flagrante por ameaça.

Após dada a voz de prisão, o suspeito disse que estava com frio e queria ir para dentro de casa buscar uma blusa. O PM informou que ele poderia ir buscá-la, mas com escolta policial devido ao relato da vítima sobre a arma de fogo na sala.

O suspeito teria resistido à prisão e precisou ser imobilizado e algemado. A arma de fogo foi apreendida. O suspeito foi conduzido para a UPA e depois para a sede do 29º batalhão já sem as algemas

VIBRADORES

 Entre em contato com o Deputado Sargento Rodrigues Denuncie os vibradores, use o e-mail oficial: dep.sargento.rodrigues@almg.gov.br